quarta-feira, maio 30, 2012

Aulas de Informática

Esta semana fomos visitar um dos muitos ateliês que decorrem ao longo do ano no Centro Comunitário de Carcavelos, as aulas de Informática.

A formadora, Ana Filipa Gomes, fez-nos as honras da casa.









Estes ateliês têm vários módulos. Fomos acompanhar o de “Word”, que vai terminar em meados de Junho.

Nos dias de hoje o computador é uma ferramenta essencial e por isso são várias as pessoas que procuram estas formações e que as frequentam.









Em Junho começará o módulo de "Internet" e ainda vai a tempo de se inscrever.

Basta vir ao Centro!


Maria Rodrigues

(Voluntária)

quinta-feira, maio 24, 2012

Formação Modular de Serviço Doméstico

De 7 a 18 de Maio decorreu mais uma Formação Modular de Serviço Doméstico.
Esta formação destina-se a desempregados da nossa comunidade e tem como objectivo “tocar” nas várias áreas que compõem este tipo de Serviço; entre elas: competências interpessoais, culinária, etiqueta, lavandaria, cuidados com crianças, culinária e prestação de cuidados a idosos.

Fomos assistir a dois dos módulos: culinária e prestação de cuidados a idosos!

O módulo de Culinária foi dirigido pela nossa voluntária já conhecida Mariana Balsinha.
















Para além de ensinar algumas receitas, aprende-se também como fazer do pouco, muito. Ouvem-se histórias enriquecedoras, pois a componente humana promove um convívio de descontração e um ambiente familiar.
















Para a maior parte dos formandos este módulo foi de extrema importância e em todos transparece a vontade de querer aprender.

No mesmo dia em que assistimos ao módulo de culinária, fomos dar uma vista de olhos na formação de prestação de cuidados a idosos.

Esta formação foi assegurada pela Enfermeira Lisete Fradique.













Antes da prática, houve um enquadramento teórico acerca do que é o envelhecimento, de como devemos tratar os idosos e a forma como os devemos olhar!

Na parte prática foram várias as “técnicas” ensinadas e que estão espelhadas na nossa reportagem fotográfica:














Como fazer bem uma cama










Como mudar o idoso de posição



















Que tipo de almofadas devemos colocar.

Maria Rodrigues

(Voluntária)

quarta-feira, maio 02, 2012

Formação para Empregadas Domésticas



Esta formação surgiu da necessidade de aumentar competências e conhecimentos na área do Serviço Doméstico, para pessoas que já trabalham nesta área ou que pretendem iniciar esta atividade profissional. O Centro Comunitário da Paróquia de Carcavelos e o Centro Comunitário da Paróquia da Parede trabalham em freguesias vizinhas, com uma população semelhante, e reconheceram que esta era uma formação necessária para pessoas que já têm experiência na área mas que não têm quaisquer qualificações. É também uma forma de o Gabinete de Inserção Profissional (GIP) ser mais eficaz na ligação entre as pessoas que precisam de um empregada doméstica e as que trabalham ou querem trabalhar como tal.
A parceria entre os dois Centros vem também otimizar recursos e alargar esta formação a clientes da Parede e de Carcavelos, dando assim a possibilidade a mais pessoas de adquirirem estas competências.
Desta forma, os módulos de Higiene e Limpeza Habitacional, Cuidadores de Crianças, Higiene e Desinfeção Alimentar, Etiqueta, Lavandaria e Engomadoria, Prestação de Cuidados a Idosos e Competências Interpessoais, são ministrados no Centro Comunitário da Paróquia da Parede, por voluntários de ambas as instituições. O módulo de Culinária, que ocupa as manhãs, é o único a realizar-se no Centro Comunitário da Paróquia de Carcavelos.
Esta parceria permitiu também utilizar e rentabilizar materiais de formação de ambos os Centros, minimizando os custos que implicam as aulas.
O ÁGORA acompanhou o módulo de Culinária, com a formadora Mariana Balcinha, uma cozinheira com larga experiência e empresária na área da restauração durante 56 anos. As nossas formandas puderam ter formação prática na cozinha da Casa Jubileu 2000 (uma residencial para pessoas em situação de exclusão social), e durante uma semana foram as responsáveis pela confeção do almoço da residência.
O módulo de Culinária vai muito além do aprender receitas e dicas de cozinha. Como assinalou a Dona Mariana, (como é mais vulgarmente chamada) tem de se aprender a “trabalhar com o que se tem”. Até porque nas “casas das futuras patroas é isso que também vai acontecer”, destacou ainda. As refeições da casa têm de ser pensadas em função dos alimentos que a Casa Jubileu tem já disponíveis. E nisso a cozinheira de serviço tem já a experiência e a imaginação necessárias para esta “ginástica” culinária.
Carne de porco à alentejana, jardineira, arroz doce, doce da avó, sopa de hortaliças, feijoada de chocos… apenas alguns pratos que foram feitos pelas formandas, sempre orientadas pela Dona Mariana. Enquanto  preparam as refeições vão também ajudando noutras tarefas da cozinha: limpar bancadas, arrumar a loiça, pensar e preparar a refeição do dia seguinte…
É uma formação gratuita e realiza-se em horário intensivo durante cerca de duas semanas. As formandas podem ainda optar por realizar apenas um dos módulos acima indicados. Cada um terá duração e horários próprios. Se estiver interessada inscreva-se no Gabinete de Inserção Profissional (GIP) do Centro Comunitário de Carcavelos.
Importante: se quer colaborar com esta iniciativa, precisamos ainda de uma tábua de engomar com forro e de dois ferros. Se tem algum destes materiais e não precisa, poderá entregar no Centro Comunitário da Paróquia de Carcavelos. Obrigado!